Apresentação

O Grupo de Estudos sobre o Agro Contemporâneo reúne pesquisadores e estudantes interessados em investigar processos sociais, políticos, econômicos e ambientais que configuraram ou configuram o meio rural brasileiro e latino-americano, a partir de um diálogo interdisciplinar que dá ênfase às relações de poder e de exploração, aos conflitos sociais, às formas de apropriação e uso social da terra e aos modos de articulação entre o rural e o urbano.

As linhas de pesquisa enfocam:

a) as formas de organização social, ação coletiva e representação política dos trabalhadores rurais, bem como as políticas públicas a eles direcionadas;
 
b) as formas de organização, ação e representação política do patronato rural e agroindustrial no Brasil, bem como as políticas públicas a eles direcionadas;
 
c) as disputas políticas e intelectuais em torno da relação entre “questão agrária” e “desenvolvimento”, bem como dos programas de “reforma agrária” no Brasil e na América Latina;
 
d) o papel político, intelectual e financeiro exercido por organizações internacionais públicas e privadas sobre o desenho de políticas públicas voltadas ao agro brasileiro e latino-americano, com destaque para as políticas de “desenvolvimento rural”, fundiárias e socioambientais.
 
e) as formas de desenvolvimento do capitalismo no campo brasileiro e a multidimensionalidade de suas contradições;
 
f) a relação entre saber e poder constitutiva dos processos de mediação técnica, social e política que cercam a elaboração, implantação e execução de diferentes modalidades de políticas públicas para o campo;
 
g) a história social da propriedade da terra, a partir da sua gravitação política, econômica, cultural e ambiental.

 

© 2012 - GEAC - UFRRJ | Créditos Desenvolvedor: Alexsandro C. Rabello e Rafael
E-mails: alexkaet@yahoo.com.br e rms@ufrrj.br