Rio de Janeiro, 23 de novembro de 2017.
Estrutura do Curso

No Brasil, os cursos de pós-graduação são credenciados e regulamentados pelo Ministério da Educação através da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que define a carga horária mínima para concessão do grau de mestre aos alunos.

O Mestrado Profissional do PPGPDS/UFRRJ possui duração de 20 meses, prorrogáveis por mais 4, mediante justificativa e aprovação pelo Colegiado do Curso. Cada aluno deverá cumprir uma carga horária mínima de 540 horas de atividades, o que equivale a um total de 36 créditos (1 crédito equivale a 15 horas de atividades acadêmicas). Cada aluno cursará 30 créditos (450 horas) em disciplinas obrigatórias e complementará os 6 créditos (90 horas) remanescentes em disciplinas eletivas. Cada aluno, em acordo com o seu professor orientador, deverá escolher suas disciplinas eletivas no campo de interesse de seu trabalho final de curso.

As atividades do curso estão estruturadas em cinco principais componentes:

Treinamento Intensivo Pré–Master (Boot Camp): Na primeira semana de aula, os alunos selecionados fazem um curso intensivo de nivelamento, que visa proporcionar uma visão geral do Programa, além de promover a integração dos alunos e melhor prepará-los para o acompanhamento do conteúdo do currículo do curso.

Disciplinas Núcleo: visam a apresentar uma visão integrada no campo das Ciências da Saúde, Ciências Naturais, Ciências Sociais e Gestão. São constituídas por disciplinas obrigatórias e por ampla gama de disciplinas eletivas, como descrito a seguir:

- As Disciplinas Obrigatórias foram desenhadas para fornecer uma sólida formação teórica aos estudantes, em uma perspectiva interdisciplinar, relacionando a abordagem teórica e com os desafios reais enfrentados no desenho e implementação de práticas sustentáveis. Devem ser cumpridas por todos os alunos nos dois primeiros semestres de curso.

- As Disciplinas Eletivas são escolhidas pelos alunos em acordo com seus respectivos orientadores e indicadas em grade específica do Programa a cada semestre. Elas visam complementar a formação dos alunos em áreas de interesse particular. A cada semestre são oferecidas cerca de 20 disciplinas eletivas pelo Programa e universidades parceiras.

 -Abordagens integradas para o desenvolvimento sustentável (Global Classroom): Esta disciplina é obrigatória para todos os estudantes matriculados nos mestrados de todas as universidades que fazem parte da MDP Global Association. Ela é  coordenada pelo Secretariado desta associação e ministrada em inglês, através de videoconferências, simultaneamente para todas as universidades que fazem parte da Rede. Consiste num conjunto de palestras com renomadas autoridades do desenvolvimento sustentável, abordando diversas temáticas e  fomentando a integração e o intercâmbio de conhecimentos entre estudantes e docentes desta rede internacional.

Treinamentos de Campo: Parte significativa das atividades a serem desenvolvidas pelos alunos no curso está concentrada nos treinamentos de campo. Eles têm como objetivo proporcionar aos estudantes a oportunidade de ganhar experiência sobre abordagens de desenvolvimento em diferentes condições e realidades. A cada nova turma o programa procura identificar projetos e parceiros para viabilização do treinamento de campo em áreas e regiões distintas onde projetos relacionados à prática do desenvolvimento sustentável possa ser desenvolvida.

Seminários “Diálogos para a Prática em Desenvolvimento Sustentável": Têm por objetivo proporcionar o contato dos alunos com líderes e autoridades de diferentes segmentos, públicos, privados, terceiro setor, atuantes no desenvolvimento sustentável para debater experiências já implementadas ou em implementação. Estes seminários são organizados e mediados pelos próprios alunos visando a aprimorar suas habilidades de oratória, coordenação e facilitação de debates e apresentação de trabalhos.

Trabalho de Conclusão de Curso: Deve ser desenvolvido sob orientação de um professor-orientador e versar sobre temas relacionados às praticas de  desenvolvimento sustentável. Por se tratar de um Mestrado Profissional, o trabalho de conclusão pode ser apresentado em diversos formatos: dissertação, revisão de literatura, artigo, projeto, patente, etc. A confecção deste trabalho é uma exigência da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, agência nacional que regula a oferta de cursos de pós-graduação no Brasil.

Português English
+ notícias