Instituto de Medicina Veterinária
Busca

Classificação da superfamília Strongyloidea

Ordem Strongylida Molin, 1861
Superfamília Ancylostomatoidea Chabaud, 1965
Família Ancylostomatidae (Looss, 1905)
Subfamília Ancylostomatinae Looss, 1905
Gênero Ancylostoma (Dubini, 1843)
Ancylostoma braziliense Faria, 1910
Ancylostoma canium (Ercolani, 1859)
Subfamília Bunostominae (Raillet & Henry, 1909)
Gênero Bunostomum Railliet, 1902
Bunostomum phlebotomum (Railliet, 1900)
Bunostomum trigonocephalus (Rudolphi, 1808)

Superfamília Ancylostomatoidea
Chabaud, 1965

Abertura oral não hexagonal e desprovida de coroa radiada ou lábios, (e possuindo) provida de dentes ou placa cuticular; cavidade bucal desenvolvida com cápsula de forma variada. Macho com bolsa copuladora desenvolvida. Fêmea com cauda cônica.

Família Ancylostomatidae
(Looss, 1905)

Abertura oral provida de dentes ou placas cortantes na face ventral; cavidade bucal desenvolvida; cápsula bucal de forma variada. Extremidade anterior curvada dorsalmente. Macho com bolsa copuladora desenvolvida. Fêmea com cauda cônica.

Subfamília Ancylostomatinae
Looss, 1905

Abertura oral com um a quatro pares de dentes em sua face ventral; goteira esofagiana (cone dorsal) ausente. Macho com espículos iguais longos; gubernáculo presente.

Gênero Ancylostoma
(Dubini, 1843)

Boca guarnecida por um a três pares de dentes ventrais; cápsula profunda, infundibular,com um par de dentes triangulares no fundo. Macho com bolsa copuladora desenvolvida, lobo dorsal com raio dividido distalmente em dois ramos curtos e tridigitados. Fêmea com vulva na metade posterior do corpo.

Ancylostoma Caninum
(Ercolani, 1859) 1911

Boca com três pares de dentes na face ventral, sendo um par grande e dois outros pequenos; cavidade infundifular com um par de dentes triangulares no fundo; válvula esôfago intestinal desenvolvida. Macho com bolsa copuladora desenvolvida e espículos iguais, finos e longos; raio dorsal com dois ramos curtos e tridigitados; gubernáculo presente. Fêmea com cauda cônica.

Intestino delgado de cão e gato.

Ancylostoma braziliense
Faria, 1910

Boca com dois pares de dentes na face ventral, sendo um par grande e outro pequeno; cavidade bucal infundibular com um par de dentes triangulares no fundo. Macho com bolsa copuladora desenvolvida e espículos iguais, finos e longos. Fêmea com cauda cônica.

Intestino delgado de gato e cão.

Ordem Strongylida
Molin, 1861

Lábios ou coroa radiada presentes ou ausentes, cavidade bucal e cápsula bucal presentes ou não; esôfago claviforme (estrongiliforme). Expansões cuticulares na extremidade anterior presentes ou ausentes. Fêmea com vulva na região mediana ou posterior do corpo, cauda romba ou cônica. Macho, em geral, com bolsa copuladora desenvolvida e com dois espículos similares.

Gênero Bunostominae
(Railliet & Henry, 1909

Boca com duas lâminas na margem ventral; cavidade bucal com uma ou dois pares de dentes ou lancetas no fundo, goteira esofagiana presente. Macho com bolsa copuladora desenvolvida, lóbulo dorsal assimétrico, raios externos dorsais e dorsal nascem em tronco comum, os externos dorsais nascem em alturas diferentes, sendo uma mais longo; os ramos do raio dorsal são bi ou tridigitados no ápice; espículos iguais; gubernáculo ausente. Fêmeas com vulva abrindo-se próxima ao meio do corpo; cauda cônica.

Gênero Bunostomum
Railliet, 1902

Boca com duas lâminas na margem ventral; cavidade bucal com uma ou dois pares de dentes ou lancetas no fundo; goteira esofagiana presente; papilas cervicais presentes. Macho com bolsa copuladora desenvolvida, raio dorsal assimétrico, raios externos dorsais e dorsal nascem em tronco comum, os externos dorsais nascem em alturas diferentes, sendo uma mais longo; os ramos do raio dorsal são bi ou tridigitados no ápice. Fêmeas com vulva abrindo-se próxima ao meio do corpo.

Bunostomum phlebotomum
(Railliet, 1900)

Boca com lâminas na margem anterior; cápsula bucal com dois pares de lancetas subventrais no fundo. Goteira esofagiana curta, grossa e de ápice truncado; papilas cervicais presentes. Macho com espículos longos e delgados. Fêmea com cauda cônica.

Intestino delgado de bovino, búfalo.

Bunostomum trigonocephalum
(Rudolphi, 1808)

Entrada da cavidade bucal com lâminas na margem anterior; Cavidade bucal com um par de pequenas lancetas subventrais no fundo. Goteira esofagiana com ápice pontiaguda; papilas cervicais presentes. Macho com espículos curtos e espessos. Fêmea com cauda cônica.

Intestino delgado de ovino, caprino.


© 2011 - IV - UFRRJ | Créditos
COTIC