Instituto de Medicina Veterinária
Busca

Classificação

Império Eukaryota Corliss, 1994 Reino Animalia Filo Platyhelminthes Superclasse Cercomeria Brooks, 1982 Classe Cercomeridea Brooks, O’Grady & Glen, 1985 Subclasse Trematoda Rudophi, 1808 Infraclasse Digenea Van Beneden, 1858 Ordem Paramphistomida Szidat, 1936 Ordem Echinostomatida La Rue, 1957 Ordem Strigeida La Rue, 1926 Ordem Plagiorchida La Rue, 1957

Império Eukaryota
Corliss, 1994

Organismos com material nuclear e organelas especializadas delimitados por membrana.

Reino Animalia

Organismos pluricelulares eucariotas.
Mitocôndrias e sistema nervoso presentes.
Cloroplastos e parede celular ausentes.
Locomoção por cílios, flagelos ou fibrilas contráteis.
Nutrição heterotrófica.
Reprodução sexuada.

Filo Platyhelminthes

Corpo com simetria bilateral e usualmente comprimido dorsoventralmente.
Revestimento externo citoplasmático sincicial.
Cavidade geral e sistema respiratório ausentes.
Tubo digestivo ausente ou presente, quando presente, é rudimentar.
Sistema circulatório.quando presente, é rudimentar.
Sistema excretor ou osmorregulador do tipo protonefrítico.

Superclasse Cercomeria
Brooks, 1982

Adulto com um ovário e dois ou mais testículos.
Tubo disgestório presente ou ausente.
Estilete copulador presente ou ausente.
Glândula de Mehlis presente.
Vesícula excretora única.

Classe Cercomeridea
Brooks, O’Grady & Glen, 1985

Corpo, em geral, achatado dorsoventralmente.
Segmentações presentes ou ausentes.
Órgãos de fixação armados de acúleos ou não.
Adultos com poros genitais masculino e feminino abrindo-se próximos.
Tubo digestivo, se presente, bifurcado constituindo-se em dois cecos.

Subclasse Trematoda
Rudophi, 1808

Corpo achatado dorsoventralmente ou não, não-segmentado, tegumento liso, com escamas e/ou espinhoso.
Órgãos de fixação consistem em ventosas ou em disco adesivo ventral.
Poro genital do sistema masculino abrindo-se no átrio genital e independente do poro genital feminino.

Infraclasse Digenea
Van Beneden, 1858

Cercária e adultos com intestino bifurcado, constituindo-se em dois cecos.
Adulto com poro excretor único localizado na extremidade posterior do corpo.
Útero posterior ao ovário, quando anterior, justaposto à bifurcação do tubo digestivo e com alças contendo os ovos.
Ventosas quando presentes de localização ventral ou subventral.

Ordem Paramphistomida
Szidat, 1936

Cercária biocular, com sistema excretor ciclóide e, em algumas espécies, sem faringe.
Rédia com apêndice.
Cercária em molusco.
Metacercária no substrato.

Ordem Echinostomatida
La Rue, 1957

Adulto com acetábulo na região mediana do corpo.
Útero localizado entre o ovário e o acetábulo.
Rédia com apêndice e colar.
Cercária pode deixar o molusco e encistar no substrato.

Ordem Strigeida
La Rue, 1926

Acetábulo localizado na região mediana e ventral.
Nas espécies hermafroditas o ovário localiza-se entre os testículos.
Poro genital mediano e anterior ao acetábulo.
Útero localizado entre o ovário e o acetábulo.
Cercária com cauda bifurcada.
Metacercária, quando presente, em um segundo hospedeiro intermediário.

Ordem Plagiorchida
La Rue, 1957

Adulto sem vesícula seminal externa.
Receptáculo seminal presente.
Acetábulo próximo ao meio do corpo.
Metacercária no último hospedeiro intermediário.
Ovos com miracídio ingeridos pelo molusco hospedeiro.


© 2011 - IV - UFRRJ | Créditos
COTIC