Seminário – 7ª edição

Seminário – 7ª edição

Dia 29/11/2018 – 18h – Auditório do PAT

Seminário do Grupo de Pesquisa Humanismo – 7ª edição: Condorcet e a questão da desigualdade

Filósofo iluminista, com atuação política destacada na Revolução Francesa, Condorcet (1743-1794), além de escrever textos que combatiam as desigualdades, propôs leis para diminui-las. Uma das suas mais importantes propostas de leis é a da implantação da instrução pública, apresentada em 21 de abril de 1791, na Assembleia Nacional da França, na qual propôs o estabelecimento de uma escola pública que instruísse homens, mulheres, brancos, negros, católicos, judeus, protestantes, ricos e pobres de igual forma. Os textos Cinco memórias sobre a instrução pública, O Direito das mulheres à cidade, Reflexões sobre a escravidão negra, Justiça e necessidade de assegurar na França um estado legal aos protestantes e Carta de um trabalhador da Picardia ao Sr. N. são os que expressam de uma forma mais abrangente o pensamento de Condorcet sobre as desigualdades. Como ocorreu a construção deste pensamento e deste combate às desigualdades? Será esta uma herança de Rousseau desde que escreveu O Discurso sobre a origem da desigualdade entre os homens e O Contrato Social? Como conciliar isto com o fato de Condorcet ter discordado de Rousseau sobre a origem da propriedade? Buscamos responder a estas perguntas tratando da questão das desigualdades entre os homens, tema comum a estes dois filósofos.

A conferência será proferida por:

Rodison Roberto Santos
Doutor em Ética e Filosofia Política pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.
Atualmente faz Pós-Doutorado em Filosofia da Educação na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.
Participante do grupo de pesquisa Res pública do Departamento de Filosofia da FFLCH/USP.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *