Fair Trade: possibilidades de empoderamento de cafeicultores familiares no sul de Minas Gerais

Sérgio Pedini, Rosa Teresa Moreira Machado

Resumo


Neste trabalho utiliza-se o conceito de empoderamento para explicar a influência do Mercado Fair Trade (MFT) numa organização certificada de produção de café da agricultura familiar. O objetivo foi avaliar até que ponto o MFT tem a capacidade de empoderar cafeicultores familiares e suas organizações. Especificamente, estuda a experiência de uma cooperativa do Sul de Minas Gerais, certificada e atuante no mercado internacional. Para alcançar o objetivo proposto, o trabalho está baseado em pesquisa de campo, dividida entre um survey junto aos cafeicultores da organização estudada e produtores vizinhos não filiados nas mesmas condições e um grupo focal, composto por atores do ambiente organizacional da cooperativa. Os resultados do survey apontaram que apenas os aspectos cognitivos apresentaram diferenças significativas, evidenciando a noção da realidade em que o cafeicultor vive, ou seja, de forma individual. Os resultados do trabalho em torno do grupo focal reforçam o papel do MFT no ambiente organizacional local, à luz de uma atuação em rede dos atores envolvidos. Conclui-se que o MFT tende a amadurecer, processo que já teve seu início com a incorporação da certificação baseada em regras consolidadas como garantia de qualidade e rastreabilidade. O trabalho aponta para a necessidade de continuidade da investigação, incorporando estudos mais aprofundados da condição econômico-financeira dos participantes e uma investigação junto aos consumidores na ponta final da cadeia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


CPDA - Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro ICHS/DDAS


Tel. / fax: (021) 22 24 85 77

estudoscpda@gmail.com

Av. Presidente Vargas, 417, 6º – 9º andares - Centro
20071-003 - Rio de Janeiro, RJ