CPDA

Campo Temático

As bases teóricas e analíticas do Programa estão direcionadas aos estudos de identidades sociais, instituições, atores, movimentos sociais e profissões, e suas manifestações nos processos tecno-produtivos, socioambientais e políticos. A atualização da noção de desenvolvimento, além de enfocar estratégias de crescimento econômico, impõe o desafio de tratar temas como equidade social, cidadania, democracia, territorialidade e interação sustentável com a natureza.

Valendo-se de categorias analíticas herdadas da reflexão das Ciências Sociais, o Programa busca compreender os processos de reconfiguração das autonomias nacionais, de diluição das antigas fronteiras e de construção de outros espaços políticos, econômicos e culturais locais, macro-regionais e globais. Tais processos são vistos como portadores de conflitos e de novas configurações de poder que transformam as relações campo-cidade; mobilizam atores e movimentos nacionais e transnacionais; promovem mudanças nas ciências, nas técnicas e profissões, nos processos educativos e de socialização, nas relações econômicas, na cultura e no exercício da política, redefinindo os espaços públicos e privados, governamentais e não-governamentais.

Em uma perspectiva histórica e, quando comparada aos seus correlatos industriais/urbanos, a noção de rural esteve, na modernidade, associada a processos sociais, econômicos, políticos e culturais identificados com o atraso, com o produtivismo da modernização agrícola e com a constituição de estruturas e mercados agroindustriais. No debate contemporâneo, ganham relevo suas associações com valores e novas funções ligadas à natureza, ao território e aos critérios de desenvolvimento sustentável que, entre outros, definem mudanças no quadro institucional, inclusive do agronegócio, passando a adquirir outros significados culturais e políticos.

Para tratar dessa diversidade de questões, o CPDA desenvolve suas atividades acadêmicas em torno de 5 linhas de pesquisa.

Nucleos movimentossociasnocampo ceresan cinais Ruralidades estudosdoconsumo oppa als MRV